Navegue:
Orizon (ORVR3) recebe autorização para operar 100% da usina Paulínia Verde

Orizon (ORVR3) recebe autorização para operar 100% da usina Paulínia Verde

Usina termoelétrica é uma joint venture da Orizon, Mercurio Holding e Gera Energia Brasil; cada uma detém 33,3% do projeto

Orizon Divulgacao

Orizon: divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A Orizon (ORVR3), empresa que atua no segmento de tratamento e gestão de resíduos, anunciou na manhã desta sexta-feira (1), que a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) autorizou a UTE (usina termoelétrica) Paulínia Verde a atuar com 100% de sua capacidade, entrando em operação comercial.

A UTE Paulínia Verde é uma joint venture da Orizon, Mercurio Holding e Gera Energia Brasil. Cada uma possui 33,3% do projeto.

De acordo com a Orizon, o funcionamento total da usina vai permitir o fornecimento de 15,7 MW (megawatts) médios de energia.

Junto à usina, a companhia instalou unidade de purificação de biogás para a produção de biometano, por meio da subsidiária integral Orizon Biometano Paulínia.

O investimento da companhia para geração de biometano é da ordem de R$ 60 milhões. Na usina, será aplicado um investimento adicional de cerca de R$ 180 milhões.

“Esses dois projetos são os dois primeiros ativos da OEGR (Orizon Energia e Gás Renovável), veículo criado pela companhia para a exploração da geração de energia elétrica e biometano a partir do biogás gerado em seus aterros sanitários ou de terceiros”, comentou a empresa.

A Orizon estima que a OEGR instalará pelo menos dez novas unidades de geração de energia elétrica ou biometano ao longo dos próximos anos nos aterros da empresa.

⇨ Quer conferir quais são as recomendações de analistas para as empresas da Bolsa? Inscreva-se no TradeMap!

Compartilhe:

Compartilhe: