Navegue:
Nova estrutura: Americanas e Lojas Americanas avançam em processo de fusão

Nova estrutura: Americanas e Lojas Americanas avançam em processo de fusão

Bases acionárias das empresas vão ficar concentradas na sociedade que exerce as atividades operacionais

Foto de fachada de loja da Americanas

Foto: Americanas/Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A Americanas divulgou na manhã desta quarta-feira, 3, novas informações sobre o processo de incorporação da Lojas Americanas pela companhia.

Segundo a varejista, com a aprovação da operação, as bases acionárias das empresas vão ficar concentradas na sociedade que exerce as atividades operacionais, ou seja, a ex-B2W e a atual Americanas, com ações listadas no segmento do Novo Mercado da B3.

Para tornar a operação possível, o atual controlador da Lojas Americanas passará a ser um acionista de referência, com 29,2% do capital da Americanas, abrindo mão do controle sem cobrar prêmio por isso.

Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira, fundadores da 3G Capital, atualmente controlam a Lojas Americanas, que ainda pretende listar as ações nos Estados Unidos por meio da Bolsa de Valores de Nova York ou da Nasdaq.

“Desta forma, a expectativa do aumento de valor para os acionistas, que passam a ser titulares de ações com iguais direitos e vantagens, se dará a partir da simplificação da estrutura e da governança, assim como pela eliminação do desconto de holding de LAME3 e LAME4, aumento da liquidez da AMER3 e pelo melhor entendimento da companhia pelo mercado”, destacou a empresa de varejo, em nota enviada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Como resultado, após a incorporação, os papéis da Americanas detidos pela Lojas Americanas serão cancelados e cada acionista dos ativos LAME3 ou LAME4 receberá 0,1859 ação ordinária da Americanas.

“Se considerarmos apenas as ações da Americanas de propriedade da Lojas Americanas nesta data, seriam emitidas, no total, por Americanas, 350.206.073 ações ordinárias em favor dos acionistas de Lojas Americanas. Este número será igualmente ajustado na data da incorporação para incluir as ações adicionais de Americanas que venham a ser adquiridas até lá por Lojas Americanas com o saldo residual de caixa”, ressaltou a varejista.

Por volta das 11h10, os papéis da Americanas (AMER3) e da Lojas Americanas (LAME4) subiam 0,35% e 6,86%, respectivamente, a R$ 31,33 e R$ 5,45.

Compartilhe:

Compartilhe: