Navegue:
IRB Brasil: resseguradora tem prejuízo de R$ 97,6 milhões em julho e de R$ 253,7 milhões, no acumulado do ano

IRB Brasil: resseguradora tem prejuízo de R$ 97,6 milhões em julho e de R$ 253,7 milhões, no acumulado do ano

Dados fazem parte de relatório periódico mensal enviado à Superintendência de Seguros Privados (Susep)

IRB Brasil RE, foto de Suno Research

Foto: Suno Research

Por:

Compartilhe:

Por:

O IRB Brasil (IRBR3) divulgou nesta quarta-feira, 22, que seu resultado líquido ficou negativo em R$ 97,6 milhões em julho. No acumulado do ano, o prejuízo da resseguradora foi reduzido em 62,6% frente ao mesmo período de 2020, de R$ 678,8 milhões para R$ 253,7 milhões.

Segundo a empresa, quando excluídos os efeitos do run-off(contratos em extinção) nos sete primeiros meses de 2021, o IRB alcança o breakeven (ponto de equilíbrio nos negócios, em que não há perda nem ganho), com um resultado líquido negativo de R$ 13,3 milhões, o que “confirma a trajetória positiva das medidas adotadas neste período”.

O prêmio emitido pela empresa em julho deste ano caiu 24,5% na comparação anual, totalizando R$ 1,167 bilhão, sendo R$ 933,7 milhões registrados no Brasil (com queda de 8,0%) e R$ 233,6 milhões, no exterior (baixa de 56,1%).

Nos sete primeiros meses de 2021, o prêmio emitido correspondeu a R$ 5,258 bilhões uma queda de 13,6% em relação ao mesmo período de 2020. Do total, R$ 3,219 bilhões partiram do no Brasil, o que representou um crescimento de 5,2%, e R$ 2,039 bilhões, do exterior, com recuo de 32,6%.

Por fim, no que diz respeito aos prêmios ganhos pelo IRB, em julho, eles totalizaram R$ 425,5 milhões, queda de 35,3% em comparação ao mesmo mês de de 2020. No acumulado do ano, os prêmios ganhos se aproximaram de R$ 3,6 bilhões, redução de 7% frente aos primeiros sete meses de 2020.

Os dados fazem parte de relatório periódico mensal enviado à Superintendência de Seguros Privados (Susep).

A companhia ressaltou que suas atividades estão sujeitas a sazonalidades mensais e que, portanto, as informações mensais não devem ser consideradas para projeção de resultados dos próximos meses.

A resseguradora vai apresentar mais informações sobre os resultados na divulgação do próximo balanço trimestral, prevista para o dia 11 de novembro.

Compartilhe:

Compartilhe: