Navegue:
Ibovespa abre novembro com alta de 1,98%, aos 105.551 pontos; Banco Inter dispara

Ibovespa abre novembro com alta de 1,98%, aos 105.551 pontos; Banco Inter dispara

freepik

Foto: Freepik

Por:

Compartilhe:

Por:

Após atravessar em outubro o pior mês de 2021, o Ibovespa teve dia de correção e avançou 1,98% na abertura de novembro, aos 105.551 pontos, acompanhando o movimento do mercado americano. No ano, o índice ainda cai 11,31%.

Em Wall Street, o dia foi positivo para os mercados. O índice Dow Jones avançou 0,26%, aos 35.913,84 pontos, o S&P 500 teve alta de 0,18%, aos 4.613,67 pontos, e 0 Nasdaq encerrou o pregão com ganhos de 0,63%, aos 15.595,92 pontos. O dólar Ptax avançou 0,35%, a R$ 5,66.

Entre os destaques setoriais, o segmento financeiro teve avanço generalizado. As units do Banco Inter (BIDI11), que tiveram queda de 23,9% em outubro, foram responsáveis pela maior alta do pregão, com ganho de 19,18%, a R$ 42,31.

Além disso, às vésperas da divulgação de seus resultados do terceiro trimestre, os papéis do Itaú (ITUB4) encerraram o dia em com avanço de 3,97%, a R$ 24,22, e os do Bradesco (BBDC4) tiveram valorização de 3,47%, a R$ 20,59.

Petrobras

Os papéis preferenciais e ordinários da Petrobras (PETR3, PETR4) também fecharam no azul, com avanços de 3,72%, a R$ 28,70, e 2,75%, a R$ 28,00, respectivamente. A alta ocorreu em meio a declarações do presidente Jair Bolsonaro, que afirmou que um novo aumento dos combustíveis está sendo planejado pela Petrobras para daqui a 20 dias.

Bolsonaro avalia que um novo reajuste não pode acontecer, e afirmou: “A gente não aguenta porque o preço dos combustíveis está atrelado à inflação e falou em inflação, falou em perda do poder aquisitivo. A população não está com salário preservado ao longo dos últimos anos. Os mais pobres sofrem”.

A petroleira esclareceu que “ajustes de preços de produtos são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes.”

Varejo e educação

As varejistas também tiveram sessão positiva nesta segunda-feira, após semana tensa devido diante da aceleração do ritmo de aumento de juros, com alta de 1,5 ponto percentual da taxa Selic. Destaque para Magazine Luiza (MGLU3), que avançou 4,53%, a R$ 11,30, Americanas (AMER3), com alta de 5,12%, a R$ 31,22, e Via Varejo (VIIA3), que encerrou o pregão com ganhos de 8,13%, a R$ 6,65.

Após comunicar o mercado sobre a conclusão de suas negociações com a Saber, os papéis da Cogna (COGN3) avançaram 12,90%, a R$ 2,80, uma das maiores altas da sessão.

Quedas mais relevantes

Os frigoríficos, que foram destaque do pregão da última sexta-feira, 29, protagonizaram as quedas da primeira sessão do mês. JBS (JBSS3) recuou 4,84%, a R$ 37,16, Marfrig teve queda de 4%, a R$ 25,44, e BRF (BRFS3) encerrou o dia em -0,56%, a R$ 23,10.

Agenda pós-feriado

Passado o feriado por conta do Dia de Finados nesta terça-feira, o mercado brasileiro retoma as operações com investidores de olho no Índice de Gerente de Compras (PMI) de serviços da China referente ao mês de outubro.

No Brasil, a quarta-feira terá como destaques a votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos precatórios, que altera o teto de gastos e prorroga o pagamento de parte das dívidas, além da ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central), que será divulgada logo cedo, e a reunião do Fed (banco central dos EUA) sobre os juros americanos à tarde.

Na cena corporativa, antes da abertura do mercado, a CSN Mineração (CMIN3), a CSN (CSNA3) e a Marcopolo (POMO3) divulgam seus resultados para o terceiro trimestre.

Após o fechamento, será a vez de Magalu (MGLU3), Ultrapar (UGPA3), Dimed (PNVL3), Pão de Açúcar (PCAR3), Iochp-Maxion (MYPK3), Pague Menos (PGMN3), Cielo (CIEL3), Itaú Unibanco (ITUB4), AES Brasil (AESB3), AES TIETE (TIET11) e PetroRio (PRIO3).

No exterior, duas estatísticas importantes vão mostrar a situação do mercado de trabalho nos Estados Unidos e na Zona do Euro. Às 7h, o Gabinete de Estatísticas da União Europeia, o Eurostat, informa a taxa de desemprego nos países da região em setembro, e, às 9h15, saem dados de emprego no setor privado dos EUA em outubro.

Compartilhe:

Compartilhe: