Navegue:
Copel poderá aumentar lucro líquido em R$ 1 bi com extensão de outorga de 14 usinas hidrelétricas

Copel poderá aumentar lucro líquido em R$ 1 bi com extensão de outorga de 14 usinas hidrelétricas

Operação ainda resultará em impacto positivo de R$ 1,6 bilhão em seu Ebitda

Copel Divulgacao

Foto: Copel/Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A Copel (CPEL3) comunicou nesta terça-feira, 28, que o conselho de administração de sua subsidiária Copel GeT aprovou a adesão à repactuação do risco hidrológico. 

A recpactuação acontece por meio da extensão de outorga de suas 14 usinas hidrelétricas participantes do mecanismo de realocação de energia (MRE). 

De acordo com fato relevante arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a adesão vai gerar um impacto positivo de R$ 1,6 bilhão em seu resultado operacional, medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês). 

Além disso, a operação vai resultar em um aumento de aproximadamente R$ 1 bilhão no lucro líquido do exercício da companhia. 

A empresa informou que dará sequência às próximas etapas para a adesão, incluindo a celebração de termo de aceitação de prazo de extensão de outorga. 

Além disso, ainda deverá ser celebrado o termo de desistência e renúncia ao direito de discutir a isenção ou a mitigação de riscos hidrológicos relacionados ao MRE. 

As ações da empresa (CPEL3) encerraram em leve baixa de 0,44% no pregão desta quarta-feira, 29, negociadas a R$ 6,72. 

Compartilhe: