Navegue:
ADRs da Vale desabam mais de 7% no pré-market em NY após dividendos

ADRs da Vale desabam mais de 7% no pré-market em NY após dividendos

A queda expressiva é um movimento técnico, uma vez que o pregão de ontem foi o último dia para que os acionistas garantissem os dividendos da mineradora

Vale reproducao

Foto: Vale/Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

Os ADRs (sigla para American Depositary Receipts, ou recibos de ações de empresas estrangeiras negociadas nos EUA) da Vale derretem nesta quinta-feira, 23, no pré-market da Bolsa de Nova York. Por volta das 9h25 (no horário de Brasília), os papéis caíam 7,61%, negociados a US$ 15,17, de acordo com dados do Investing.

Na semana passada, a companhia anunciou o pagamento de mais de R$ 40 bilhões em proventos, correspondentes a R$ 8,10 por cada ação – ou cerca de US$ 1,54 por papel, levando em conta a cotação do dólar no dia 16 de setembro.

No Brasil, apenas detentores de papéis até ontem, 22, teriam direito a receber os dividendos, o que pode explicar parte da queda antecipada hoje pelo mercado americano. A data de corte para os detentores de ADRs negociados na NYSE será 24 de setembro.

Ontem, além dos dividendos da mineradora, a notícia de que a principal unidade da chinesa Evergrande, o Hengda Real Estate, pagaria uma parcela da dívida bilionária nesta quinta animou o mercado e fez com que o preço do minério de ferro saltasse. As ações ordinárias da Vale (VALE3) subiram 4,08%, a R$ 78,91. Os ADRs negociados no mercado americano avançaram 3,40%, a US$ 16,42.

 

 

Compartilhe: