Mercado internacional sinaliza dia de alta em semana de reunião do Fed

No Brasil, às vésperas do feriado, a preocupação se renova com a possibilidade de uma nova greve dos caminhoneiros, além das atenções para as discussões em torno da PEC dos precatórios

Mercado Pixabay

Foto: Pixabay

Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

Nesta segunda-feira (1º), as bolsas globais sinalizam início de novembro em alta. Os balanços apoiados pelos lucros das empresas estão deixando em segundo plano os problemas na cadeia de suprimentos e a crise energética, que seguem pressionando a inflação.

As bolsas europeias e os futuros americanos estão no campo positivo. A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, disse que a recuperação econômica no país será contínua, além de declarar que o presidente Joe Biden segue em negociações para a aprovação dos pacotes econômicos de infraestrutura, o que pode ajudar a econômica se recuperar.

Na Ásia, os mercados fecharam de forma mista com o anúncio do indicador de atividade apontando mais um mês em recuo.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da China caiu pelo segundo mês consecutivo em outubro, para 49,2, aumentando as preocupações sobre o ímpeto de crescimento da economia chinesa.

No Japão, as bolsas subiram forte após o Partido Liberal Democrata do primeiro-ministro Fumio Kishida garantir a sua maioria absoluta e reforçando as expectativas de estímulo fiscal.

Os investidores ainda aguardam a agenda econômica, que segue carregada com as reuniões dos bancos centrais nos EUA e no Reino Unido nesta semana. Haverá também a divulgação nesta segunda, às 11h, do índice ISM de manufatura de outubro americano.

Na quarta-feira, 3, destaque para a decisão do Fomc, o Comitê do Federal Reserve, para a taxa de juros, às 15h. Os EUA também divulgarão dados importantes, com dados do mercado de trabalho e dos indicadores de atividades, o PMI industrial e o de serviços. Na sexta-feira, os dados de produção industrial da Alemanha e vendas no varejo da zona do euro (ambos para setembro) serão divulgados logo pela manhã.

Quanto às commodities, o petróleo oscila bastante, mas segue em alta, enquanto o minério de ferro cai forte na Bolsa de Dallian.

No Brasil, às vésperas do feriado, a preocupação se renova com a possibilidade de uma nova greve dos caminhoneiros, além das atenções para as discussões em torno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos precatórios e formalização do Auxílio Brasil, programa social que substituirá o Bolsa Família.

Na agenda doméstica, hoje teremos a divulgação do Boletim Focus, às 8h25, após a última decisão Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central em elevar em 1,5 ponto percentual a Selic. Hoje, também será anunciado, às 10h, pelo Markit, o índice PMI da indústria de outubro.

Ainda na quarta, teremos a ata da última reunião do Copom. Já na quinta-feira, 4, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga os dados de produção industrial para setembro. Na agenda corporativa, após o feriado, tem a divulgação dos resultados da Cielo, Itaú, CSN Mineração, Pão de Açúcar, Magazine Luiza, Ultrapar e PetroRio.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Rolar para o topo
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais