Navegue:
Méliuz (CASH3) reporta aumento de vendas, mas traz sinais de alerta na prévia do 2º trimestre

Méliuz (CASH3) reporta aumento de vendas, mas traz sinais de alerta na prévia do 2º trimestre

Méliuz viu vendas aumentarem na comparação anual, mas em relação ao primeiro trimestre resultado foi mais fraco

Foto: Brenda Rocha - Blossom / Shutterstock.com

Foto: Brenda Rocha - Blossom / Shutterstock.com

Por:

Compartilhe:

Por:

As vendas originadas pelo Méliuz (CASH3) para parceiros da plataforma cresceram no segundo trimestre em relação a igual período do ano passado, e foram acompanhadas por um aumento na margem de comissões recebidas pela companhia na mesma base de comparação. Em relação ao primeiro trimestre deste ano, no entanto, os resultados foram menos favoráveis.

No segundo trimestre, o valor bruto de vendas (GMV) das mercadorias vendidas pelo Méliuz somou R$ 1,4 bilhão, o que representa aumento de 24% em relação aos resultados obtidos um ano antes.

Ao mesmo tempo, a take rate – percentual de comissão pelas vendas – aumentou 0,8 ponto porcentual (pp), para 6,3%. Desconsiderando o dinheiro que o Méliuz devolve aos compradores – o chamado cashback -, esse índice aumentou em 0,2 pp na mesma base de comparação, para 2,1%.

Na comparação com os primeiros três meses deste ano, no entanto, os resultados foram menos favoráveis. Houve queda de 10% no GMV, enquanto a take rate ficou estável. Descontando o cashback, a taxa subiu 0,1 pp.

A empresa disse que o declínio no GMV foi causado principalmente pela desaceleração do comércio eletrônico no Brasil ao longo do segundo trimestre – mas principalmente no mês de abril, por causa do maior número de feriados.

Essa discrepância na comparação anual e trimestral também foi observada nos dados que mostram o total de compradores que usaram a plataforma do Méliuz no segundo trimestre. Na comparação com igual período de 2021, houve alta de 19%, enquanto em relação ao primeiro trimestre deste ano houve uma “pequena redução”, disse a companhia.

“Na métrica de novos compradores, registramos queda de 20% em comparação ao segundo trimestre de 2021, em decorrência dos esforços para aumento da eficiência de nossos investimentos em marketing. Importante ressaltar que, apesar dessa queda, o GMV gerado por novos compradores se manteve estável na comparação entre os períodos”, disse a companhia.

⇨ Acompanhe as notícias de mais de 30 sites jornalísticos de graça! Inscreva-se no TradeMap!

O Méliuz disse também que terminou o segundo trimestre com um total de 25,2 milhões de contas, alta de 34% na comparação anual, e que os usuários ativos somaram 7,7 milhões de pessoas nos doze meses terminados em 30 de junho – queda de aproximadamente 13% em comparação ao mesmo período do ano passado.

“Assim como nos últimos trimestres, esse declínio é resultado do término do contrato referente ao cartão de crédito co-branded e o fim das campanhas de aquisição de usuários focada nesse produto em prol da construção do novo Cartão Méliuz a partir da aquisição do Bankly”, disse a empresa.

Compartilhe:

Compartilhe: