Navegue:
Lucro ajustado da Via (VIIA3) fica estável no 3º trimestre, a R$ 101 milhões

Lucro ajustado da Via (VIIA3) fica estável no 3º trimestre, a R$ 101 milhões

Levando em consideração o dado contábil, varejista apresentou um prejuízo líquido de R$ 638 milhões entre julho e setembro

Casas Bahia divulgacao

Foto: Via/Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A Via, ex-Via Varejo, reportou um lucro líquido ajustado de R$ 101 milhões no terceiro trimestre, crescimento de apenas 1% em comparação ao mesmo intervalo de 2020, quando havia lucrado R$ 100 milhões.

Por outro lado, levando em consideração o dado contábil, a varejista apresentou um prejuízo líquido de R$ 638 milhões entre julho e setembro deste ano. Segundo a companhia, o tombo ocorre por conta de provisões para processos trabalhistas no período, que totalizaram R$ 810 milhões.

O resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, em português) ajustado foi de R$ 669 milhões, alta anual de 6,7%. A margem do indicador, por sua vez, encerrou o trimestre em setembro com avanço de 1,1 ponto percentual, para 9,1%.

Enquanto isso, a receita líquida da Via seguiu na contramão e registrou queda de 5,9% em um ano, para R$ 7,3 bilhões.

De acordo com a varejista, o indicador foi impactado pelo pior desempenho das lojas físicas, com fechamento de 100 pontos nos últimos nove meses.

Já o GMV (volume bruto de mercadorias, em português) da companhia, considerando e-commerce e lojas físicas, atingiu a marca de R$ 11 bilhões no terceiro trimestre, expansão de 5,7% em 12 meses.

As vendas digitais somaram R$ 6,6 bilhões, alta expressiva de 35% em um ano. O segmento 3P, de vendedores externos, atingiu aproximadamente R$ 2 bilhões, o que representa um salto de 135%. Já o 1P, de vendas da própria companhia, subiu 10%, a R$ 3,9 bilhões.

“Pelo oitavo trimestre consecutivo superamos o desempenho do mercado online e ganhamos market share”, ressaltou a varejista no documento publicado ontem à noite (10).

Na última quarta-feira, as ações da companhia (VIIA3) encerraram o pregão em queda de 6,50%, a R$ 7,05. Em um ano, os papéis acumulam queda de 60% na B3. Outras varejistas também acompanham o movimento da Via. Leia mais aqui.

Acompanhe a cotação em tempo real e veja mais indicadores sobre a empresa no TradeMap

Compartilhe:

Compartilhe: