Navegue:
Klabin (KLBN11): Lucro recua 21% no 4º trimestre, pressionado por despesas financeiras

Klabin (KLBN11): Lucro recua 21% no 4º trimestre, pressionado por despesas financeiras

A empresa reportou seus resultados referentes ao quarto trimestre de 2021 na manhã desta quarta-feira (9). Lucro foi de R$ 1,05 bilhão

Klabin (KLBN11). Foto: Divulgação

Klabin (KLBN11). Foto: Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A Klabin (KLBN11) registrou lucro líquido consolidado de R$ 1,05 bilhão no quarto trimestre de 2021, uma queda de 21% no comparativo com o mesmo período do ano anterior, quando o valor alcançou R$ 1,32 bilhão.

De acordo com os resultados, anunciados na manhã desta quarta-feira (9), o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), aumentou no período, passando de R$ 1,3 bilhão, no mesmo trimestre de 2020, para R$ 1,8 bilhão – avanço de 44%.

A receita líquida da Klabin atingiu R$ 4,58 bilhões no período, um aumento de 38% em relação a intervalo de outubro a dezembro de 2020.

“O maior volume de vendas, os reajustes de preços e o impacto positivo da desvalorização do real frente ao dólar, foram determinantes para o aumento da receita líquida no quarto trimestre de 2021 em relação ao período equivalente em 2020”, afirma a Klabin.

O segmento que puxou a fila dos produtos mais vendidos foi o de celulose, com 34% do total, seguido pelo de embalagens, responsável por 33% do volume total.

Fonte: Klabin
Fonte: Klabin
A empresa afirma que, no quarto trimestre de 2021, a demanda pelos seus produtos permaneceu sólida, tanto no mercado doméstico, como no mercado externo.

Números negativos

A queda no lucro deve-se ao resultado financeiro da empresa, que foi influenciado negativamente pelas despesas operacionais e pela variação cambial líquida.

O resultado financeiro apresentou uma queda, passando de R$ 928 milhões positivos no quarto trimestre de 2020 para R$ 389 milhões negativos em igual período do ano passado.

As despesas operacionais cresceram de R$ 289 milhões para R$ 638 milhões, no comparativo entre os últimos trimestres de 2020 e 2021, um aumento foi de 120%.

O custo caixa de celulose, por exemplo, que contempla os custos de produção das fibras curta, longa e fluff em relação ao volume de produção de celulose, teve expansão de 42%, em relação ao mesmo período anterior, sendo de R$ 1,06 bilhão por tonelada.

As principais razões para o avanço foram a inflação do período e a forte alta nos preços das commodities, que impactou os custos com combustível e insumos químicos, sobretudo ácido sulfúrico e soda cáustica, informou a companhia.

O custo caixa unitário total, que contempla a venda de todos os produtos da companhia, também aumentou. O valor foi de R$ 2.834 por tonelada no quarto trimestre de 2021, 26% superior ao do mesmo período anterior.

No restante, as despesas com vendas caíram 9,3%, no comparativo entre os últimos trimestres de 2020 e 2021. As despesas gerais e administrativas totalizaram R$ 266 milhões no quarto trimestre do ano passado, um aumento de 8% na comparação anual.

 

Fonte: Klabin
Fonte: Klabin

A alta do dólar contribuiu para um impacto negativo da variação cambial líquida. A taxa de câmbio encerrou o trimestre a R$ 5,58 por dólar. Em 2020, fechou R$ 5,18.

Pagamento de dividendos

No quarto trimestre de 2021, a Klabin pagou R$ 377 milhões de dividendos, o que representa dividend yield, ou seja, o rendimento que uma ação possui com o pagamento de dividendos, de 1,4% sobre o valor médio dos papéis no período.

O pagamento dos dividendos será realizado em 25 de fevereiro de 2022.

Lucro total em 2021

O lucro líquido total da Klabin em 2021 foi de R$ 3,4 bilhões. Em  2020, a companhia registrou prejuízo de R$ 2,38 bilhões.

Após a divulgação dos resultados, as ações da empresa subiam 0,68% na Bolsa às 11h30, sendo negociadas a R$ 5,94.

Compartilhe: