Navegue:
IRB (IRBR3) reverte lucro e tem perdas de R$ 50,9 milhões em fevereiro, mostra prévia

IRB (IRBR3) reverte lucro e tem perdas de R$ 50,9 milhões em fevereiro, mostra prévia

Explicação para prejuízo virá com a divulgação do balanço, em 16 de abril

Foto de celular com logo do IRB e computador com site do IRB aberto ao fundo

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

A resseguradora IRB Brasil (IRBR3) reverteu os lucros de R$ 20,8 milhões registrados em fevereiro de 2021 e anotou prejuízo de R$ 50,9 milhões no mesmo mês deste ano, de acordo com os resultados operacionais para fevereiro, publicados na noite desta sexta-feira (22).

No comunicado, a empresa afirma que as explicações sobre os resultados, incluindo o prejuízo, serão apresentados na divulgação do balanço, em 16 de maio.

Somando janeiro e fevereiro, a companhia anotou lucro líquido de R$ 63,2 milhões, acima dos R$ 38,8 milhões registrados nos mesmos dois meses de 2021.

Os prêmios emitidos totalizaram R$ 478,5 milhões no mês, queda de 9,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, puxados para baixo principalmente pela redução de 47% em prêmios no exterior.

Considerando janeiro e fevereiro, os prêmios somaram R$ 1,502 bilhão, crescimento de 11,9% em relação aos mesmos dois meses de 2021. “A redução no exterior está em linha com a estratégia de foco doméstico, amplamente divulgada pela companhia”, disse a empresa.

As despesas com sinistro, por sua vez, totalizaram R$ 188,9 milhões no mês, redução de 50,2% contra fevereiro de 2021. O índice de sinistralidade foi de 81%, ante 70,7% em fevereiro do ano passado. Nessa linha, o IRB destaca o evento não recorrente referente à operação de LPT (Loss Portfolio Transfer), que gerou um efeito negativo no resultado de subscrição de R$ 18 milhões.

No bimestre, as despesas com sinistro foram de R$ 482,8 milhões, retração de 27,9% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O índice de sinistralidade nos dois primeiros meses deste ano foi de 75,8%, contra 70,6% no mesmo período de 2021.

“Importante destacar que, por natureza, a atividade da companhia está sujeita a oscilações de resultados e, portanto, períodos mais curtos de observação (mensais ou trimestrais) podem não representar uma boa base para projeções futuras”, diz a companhia no relatório.

As ações do IRB fecharam o pregão desta sexta-feira em queda de 0,68%, avaliadas a R$ 2,91.

Compartilhe:

Compartilhe: