Navegue:
Investida da Estapar (ALPK3) em recarga de veículo elétrico melhora percepção sobre empresa, veem analistas

Investida da Estapar (ALPK3) em recarga de veículo elétrico melhora percepção sobre empresa, veem analistas

Combinação da localização dos ativos da companhia e da experiência da Zletric no segmento pode gerar vantagem competitiva

estapar divulgacao 1

Foto: Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A alta das ações da da Allpark (ALPK3), conhecida como Estapar, nesta sexta-feira, vem na esteira do anúncio, feito na noite de ontem, da combinação de negócios de sua controlada Ecovagas Carregadores Elétricos com a Zletric. O acordo marca uma nova investida da companhia na área de recarga de veículos elétricos. Por volta das 16h, o papel registrava alta de 3,72%, a R$ 4,46.

A Zletric é uma startup que atua em soluções para mobilidade urbana, por meio de uma rede de recarga para veículos elétricos. A empresa oferece soluções para condomínios residenciais, redes de supermercados, shoppings, hotéis e outros segmentos. A companhia combinada irá atuar nos segmentos comercial, de frotas e residencial.

Em fato relevante, a Estapar afirmou que pretende expandir a atuação no segmento, “visando nos tornar um dos maiores players do ecossistema de eletromobilidade do país”.

Na visão de Gustavo Caetano, analista do Banco Inter “o know how da Zletric na instalação de estações de recarga, em conjunto com a localização irreplicável dos ativos da Estapar, pode trazer à companhia uma vantagem competitiva na exploração e monetização desse mercado que, a princípio, se mantém incipiente”.

Henrique Florentino, estrategista da Empiricus, concorda que a transação é positiva, mas acha que o movimento de alta nas ações no pregão de hoje tem mais a ver com o cenário de recuperação e a reabertura da economia depois da crise gerada pela pandemia de coronavírus. Nos últimos 12 meses, o papel da Estapar registra queda de 46,2%.

“O que temos visto é a empresa recuperando o fluxo de veículos dentro das suas propriedades. A prévia operacional do quarto trimestre mostrou receita de 88% dos níveis pré-pandemia”, diz o analista. Desde o início de 2022, o papel da Estapar acumula valorização de 6,67%.

Leia mais:

Receita da Estapar (ALPK3) atinge 88% do nível pré-pandemia no 4º trimestre

Para Florentino, o mercado de recarga de carros elétricos ainda está longe de ter um tamanho significativo no Brasil, de modo que a operação não deve trazer melhorias para o resultado da companhia no curto ou médio prazo.

Nesse momento, o estrategista aponta que os benefícios que o anúncio pode trazer estão relacionados à percepção que o mercado tem da empresa. “O mercado ainda olha a Estapar como uma empresa apenas de estacionamentos, não consegue enxergar as outras vias de crescimento e geração de valor que a empresa pode explorar. Por isso acho que é um movimento interessante”, diz.

Caso a parceria se concretize, a Estapar irá deter participação na nova companhia. O comunicado não revela detalhes e valores da transação, que ainda estão sendo negociados. Além disso, a operação ainda precisa ser aprovada por órgãos de controle.

O que o mercado espera para a ação?

O passo na direção de ampliar o posicionamento em um mercado com grande potencial de crescimento, segundo Caetano, abre uma perspectiva positiva para os papéis da Estapar no curto prazo.

De maneira geral, o mercado parece otimista com ação. De acordo com dados da Refinitiv disponibilizados na plataforma TradeMap, três das quatro casas de análise consultadas recomendam compra para o papel, e uma, a manutenção da ação na carteira.

A mediana de preço-alvo dos analistas consultados é de R$ 11, o que representaria alta de 156% em relação ao preço de fechamento de quinta-feira, de R$ 4,30.

Compartilhe:

Compartilhe: