Navegue:
Inter (BIDI11) fecha o primeiro trimestre com 18,6 milhões de clientes, alta de 82%

Inter (BIDI11) fecha o primeiro trimestre com 18,6 milhões de clientes, alta de 82%

Período marca a entrada do banco no mercado americano, com a aquisição da Unsend

Foto de fachada de um prédio do Inter, com foco no logo

Foto: Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

O Banco Inter (BIDI11) fechou o primeiro trimestre de 2022 com 18,6 milhões de clientes, crescimento de 82% na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com a prévia operacional do banco publicada na noite desta segunda-feira (11).

Na divisão de banking, o Inter destaca o novo acordo estratégico de incentivos de longo prazo celebrado com a MasterCard, que pode trazer melhorias de eficiência de 45% na operação de cartões nos próximos 5 anos, segundo o documento. Em cartões, o Inter transacionou R$ 14,1 bilhões no trimestre, crescimento de 86% na comparação com os mesmos três meses de 2021.

Já no segmento de crédito, o destaque é o acordo operacional com o Mercantil do Brasil, que tem como objetivo explorar a oferta de crédito para o público acima de 50 anos. “Pretendemos somar o potencial de capacidade de funding do Inter e a expertise do Mercantil no segmento”, diz o banco. Em números, destaque para a originação de crédito, que cresceu 22% no trimestre, para R$ 4,5 bilhões.

No braço Intershop, o número de clientes ativos, por sua vez, era de 3,1 milhões no final do trimestre, e o volume total de vendas cresceu 56%, para mais de R$ 1 bilhão.

No negócio de investimentos, o Interinvest, o destaque do período foi o início da operação do home broker internacional, que permite que clientes operem nas bolsas americanas. O número de investidores chegou a 2 milhões no trimestre, expansão de 34%, enquanto os ativos sob custódia terminaram o período em R$ 58,1 bilhões, crescimento de 11%.

A carteira de clientes ativos na divisão de seguros, por sua vez, foi de 915 mil, crescimento de 149%, enquanto o número de vendas foi de 195 mil, alta de 32%.

Finalmente, o banco destaca ainda a aquisição da Usend, que representa sua “sexta avenida” de crescimento e dá início a suas operações globais. “A Usend trouxe ao Inter um portfólio de produtos cross border já  em operação, além da infraestrutura, licenças e experiência nos Estados Unidos e no Brasil necessários para a entrada nesse mercado”, diz o banco.

Compartilhe:

Compartilhe: