Navegue:
Heineken aumenta vantagem sobre a Ambev (ABEV3) na preferência dos brasileiros, segundo BofA

Heineken aumenta vantagem sobre a Ambev (ABEV3) na preferência dos brasileiros, segundo BofA

Mas banco destaca iniciativas digitais da dona das marcas Brahma e Antarctiva devem garantir vantagens competitivas no longo prazo

Foto: BenceBoros/Unsplash

Foto: BenceBoros/Unsplash

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

A Heineken vem se consolidando como a marca de cerveja preferida entre os consumidores brasileiros com 71% de preferência em 2022, segundo pesquisa do Bank of America (BofA). A puro malte da marca holandesa já havia liderado a lista nos anos anteriores, mas agora despontou na liderança.

Em 2018, dividia o primeiro lugar com a Brahma, da Ambev (ABEV4), ambas com 49%. Em 2020, a Heineken era a preferida de 48%, ante 45% da Budweiser, também da gigante brasileira. Em 2022, a segunda colocação é novamente da Budweiser, com 54%.

A pesquisa realizada pelo BofA foi feita com 1.000 consumidores em quatro estados brasileiros em janeiro de 2022. A ideia era entender entender a evolução dos hábitos de consumo e desempenho dos produtos de bebidas alcoólicas.

Segundo o documento, os brasileiros estão voltando a frequentar bares, mas com periodicidade baixa. Em contrapartida, aumentou a recorrência de uso de aplicativos de entrega, com o Zé Delivery, que pertence à Ambev.

“À medida que a vacinação avançou e o verão começou, notamos que 90% das pessoas já voltaram a frequentar os bares. Em 2021, o número era de 70%. A frequência com que saem ainda não é a mesma de antes da pandemia, o que significa que o consumo de álcool em casa está mais forte do que antes”, afirma o relatório.

Contudo, as marcas da Ambev também tem apresentado resultados interessantes. Na pesquisa do BofA, é constatado que a Brahma Duplo Malte se consolidou com 90% das pessoas que experimentaram e gostaram. Além disso, o Zé Delivery tem conquistado os clientes.

“As pessoas não estão apenas experimentando novas marcas, mas estão comprando cerveja de forma diferente. Em 2022, 66% usaram aplicativos para comprar bebidas alcoólicas e 59% das pessoas usaram o Ze Delivery, ante 47% em 2021. Acreditamos que as iniciativas digitais da AmBev devem trazer à empresa uma vantagem competitiva ao longo do tempo”, comenta o banco.

Devido ao avanço da Heineken na competição, o BofA tem recomendação neutra para comprar ações da Ambev, com preço-alvo de R$ 18,6 por papel. Segundo dados do TradeMap, coletados às 17h30, as ações da empresa eram negociadas à R$ 15,37, alta de 2,47%.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp