Navegue:
Gerdau (GGBR4) aumenta lucro e pinta cenário positivo para 2022; ações sobem

Gerdau (GGBR4) aumenta lucro e pinta cenário positivo para 2022; ações sobem

Lucro da Gerdau aumentou 19% no primeiro trimestre diante de preços mais altos para o aço e apesar de queda nas vendas

Gerdau Logo

Foto: Shutterstock

Por:

Compartilhe:

Por:

O lucro líquido da Gerdau (GGBR4) aumentou 19% no primeiro trimestre em relação a um ano antes, para R$ 2,9 bilhões. O resultado foi motivado pelo aumento dos preços do aço – e consequentemente da receita da companhia – na mesma base de comparação.

Por volta das 10h20 (de Brasília), as ações da companhia subiam 0,62% e registravam a maior alta dentre os componentes do índice Ibovespa, que caía 1,33%.

Segundo a Gerdau, a produção de aço bruto aumentou 8% no primeiro trimestre, para 3,4 milhões de toneladas, mas as vendas de aço nos primeiros três meses deste ano caíram 1% em relação ao mesmo intervalo de 2021, para 3,055 milhões de toneladas.

Os preços mais altos do aço, segundo a companhia, contribuíram para um “expressivo aumento” da receita – de 24%, para R$ 20,3 bilhões.

Fonte: Gerdau

A melhora nos resultados da Gerdau aconteceu também a despeito do aumento nos preços do carvão metalúrgico (150%), do minério de ferro (19%) e da sucata (12%) no primeiro trimestre em relação a igual período de 2021. Estes fatores contribuíram para que o custo das vendas crescesse em 21% na mesma comparação, para R$ 15,1 bilhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) aumentou 35% no primeiro trimestre, para R$ 5,672 bilhões, assim como o Ebitda ajustado – que remove dos resultados fatores como efeitos não recorrentes -, que atingiu R$ 5,8 bilhões.

De acordo com a Gerdau, a margem Ebitda ajustada cresceu para 28,7% e atingiu recorde histórico para um primeiro trimestre, refletindo o aumento na demanda e nos preços do aço principalmente na América do Norte.

Fonte; Gerdau

No trimestre, a empresa comercializou 544 mil toneladas de minério de ferro para terceiros e 305 mil toneladas foram utilizadas para consumo interno.

Perspectiva positiva para 2022

A Gerdau também divulgou que na comparação com os últimos três meses de 2021, a receita diminuiu 6%, pressionada pela queda nas vendas de aço, por preços menores no Brasil e pela desvalorização do dólar, que reduziu o valor da receita em moeda estrangeira convertida para reais.

No entanto, a empresa ressaltou que as vendas no Brasil se acomodaram em patamares elevados. “Os níveis de demanda real nos setores de construção, máquinas e equipamentos, agrícolas, energia e infraestrutura continuam saudáveis, apesar do cenário de elevação de juros e conflitos internacionais”, afirmou.

Para a operação da América do Norte, a visão da Gerdau é igualmente positiva. “As perspectivas para 2022 são de demanda positiva para os setores de construção e distribuição. Para a infraestrutura, o governo americano garantiu que todos os projetos para obras públicas utilizarão o aço fabricado no país, apoiando a indústria nacional”. Isso favorece a Gerdau, que possui fábricas nos EUA.

JCP e recompra de ações

Além de publicar os resultados, a Gerdau anunciou a distribuição de R$ 973,5 milhões em Juros sobre Capital Próprio – ou R$ 0,57 por ação. Terá direito a receber quem fizer parte da base de acionistas da empresa em 16 de maio. O pagamento será feito no dia 25 do mesmo mês.

“A administração acredita que a forma mais adequada de aumentar os dividendos absolutos é a partir da forte geração de caixa que vem entregando, mantendo assim a política de distribuir o mínimo de 30% do lucro líquido ajustado”, disse a Gerdau em comunicado.

A empresa também aprovou um programa de recompra de ações. Serão adquiridas até 69 milhões de ações preferenciais – ou 10% dos papéis em circulação. O prazo para a conclusão do programa de recompra é de 18 meses.

Compartilhe:

Compartilhe: