Navegue:
CCR (CCRO3) registra prejuízo no 4º trimestre por aumento em despesas financeiras

CCR (CCRO3) registra prejuízo no 4º trimestre por aumento em despesas financeiras

Aumento nos gastos com juros e das perdas com operações de hedge prejudicaram resultados da CCR

CCR divulgacao

CCR: divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A CCR, companhia prestadora de serviços públicos por meio de concessões rodoviária, metroviária e aeroportuária, registrou prejuízo líquido de R$ 133,2 milhões no quarto trimestre do ano passado, perda 78,1% maior que a de igual trimestre do ano anterior, de R$ 74,8 milhões.

Em termos ajustados, no entanto, que consideram apenas as operações que já estavam em pleno funcionamento nos dois períodos, a CCR apresentou lucro líquido de R$ 182,6 milhões nos três últimos meses de 2021, ante prejuízo de R$ 12,3 milhões um ano antes

A diferença dos números se deve, segundo a empresa, por alguns efeitos pontuais, como o vencimento da concessão da Rodonorte, no Paraná, o que causou um impacto contábil, acelerando despesas com depreciação e amortização. As despesas financeiras também pesaram no período, com um aumento dos gastos com juros e das perdas com operações de hedge.

No ano completo de 2021, a empresa apresentou um lucro líquido atribuído aos controladores de R$ 695,6 milhões, um aumento em relação aos R$ 191 milhões de 2020.

Ebitda e receita

O Ebitda ajustado, que corresponde ao lucro da empresa antes dos juros, depreciação, amortização e impostos, foi de R$ 1,46 bilhão no período, um salto de 37,9% no comparativo com o quarto trimestre de 2020, quando foi de R$ 1,06 bilhão.

Já a margem Ebitda ficou em 51,7% no quarto trimestre de 2021, um avanço de 10,1 pontos percentuais no comparativo com os 41,6% dos três meses finais de 2020.

A CCR afirma que esse avanço é reflexo da “melhora na movimentação das concessões operadas”. O tráfego consolidado de veículos da companhia cresceu 7% no último trimestre de 2021. Excluindo-se a ViaCosteira (cujo contrato de concessão foi assinado em julho de 2020) e a RodoNorte (cuja concessão terminou em novembro), o crescimento foi de 2,5% no período.

Fonte: CCR
Fonte: CCR

Além disso, a CCR informou que o número de passageiros transportados nos aeroportos apresentou crescimento de 86,3% no período. Já os passageiros em negócios de mobilidade subiram 24,9%.

A receita líquida da empresa subiu 10,9% entre o quarto trimestre de 2020 e o mesmo período em 2021. O montante passou de R$ 2,55 bilhões para R$ 2,83 bilhões. Em termos ajustados, a receita aumentou 12,6%, para R$ 2,65 bilhões.

A dívida líquida no trimestre foi de R$ 20,9 bilhões, enquanto no período equivalente de 2020 foi de R$ 13,62 bilhões. O grupo CCR terminou o ano de 2021 com a alavancagem, ou seja, a relação entre a dívida líquida e o Ebitda ajustado, em 3 vezes. A companhia considera esse patamar confortável.

Compartilhe:

Compartilhe: