Navegue:
Bolsas externas em alta, inflação ao produtor nos EUA e o que mais você precisa saber para investir bem hoje

Bolsas externas em alta, inflação ao produtor nos EUA e o que mais você precisa saber para investir bem hoje

Investidores ainda acompanham balanços do Carrefour Brasil e da PetroRio

Gráfico mercado
Por:

Gabriel Tomé

Compartilhe:

Por:

Gabriel Tomé

O anúncio de retirada de algumas tropas russas que faziam exercícios militares na fronteira com a Ucrânia, movimento que pode ajudar a reduzir o impasse geopolítico na região, animou os mercados, com as bolsas internacionais operando em alta na manhã desta terça-feira (15).

O porta-voz do Ministério de Defesa da Rússia, Igor Konashenkov, afirmou que unidades militares dos distritos sul e oeste do país começaram a voltar a suas bases. A ministra de Relações Exteriores do Reino Unidos, Liz Truss, afirmou que só acredita que a Rússia não pretende invadir a Ucrânia se todas as tropas forem retiradas.

Por volta das 07h55, o índice Euro Stoxx 50 registrava alta de 1,35%. Os contratos futuros americanos também operavam no azul: o Dow Jones subia 0,99%, o S&P 500 avançava 1,32% e o Nasdaq registrava alta de 1,86%. O petróleo está caindo mais de 2%.

As tensões entre Rússia e Ucrânia fizeram o petróleo atingir os maiores preços em sete anos nesta segunda (14), após o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, afirmar que os russos invadiriam o país nesta quarta. Um tempo após a declaração, o governo esclareceu que o mandatário, um ex-comediante, estava sendo “irônico”.

 Inflação nos EUA

Na véspera da ata do Fomc (comitê de política monetária do Federal Reserve, o banco central dos EUA), a Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos (BLS) divulga o PPI (índice de preços ao produtor) de janeiro, dado que deve ajudar o mercado a calibrar as apostas para as altas nos juros americanos nas próximas reuniões.

A expectativa de analistas ouvidos pela Reuters é de alta de 0,5% no indicador, que será divulgado às 10h30.

O ciclo de aumento na taxa básica na maior economia do mundo deve começar no mês que vem, e muitos analistas já preveem altas em todas as reuniões do ano. Esse cenário é acompanhado com atenção, já que juros mais elevados nos EUA tendem a retirar a atratividade de ativos mais arriscados, como os de países emergentes.

Bem mais tarde, às 22h30, é a vez da China divulgar o seu PPI (índice de preços ao produtor) para janeiro.

Balanços

Os investidores acompanham ainda os resultados do quarto trimestre de Carrefour Brasil (CRFB3) e PetroRio (PRIO3), que serão divulgados após o fechamento do mercado.

Compartilhe:

Compartilhe: