Navegue:
Santos Brasil desembolsa R$ 157,3 milhões e arremata 3 de 5 áreas de portos na Infra Week

Santos Brasil desembolsa R$ 157,3 milhões e arremata 3 de 5 áreas de portos na Infra Week

Outros dois terminais portuários foram arrematados por Tequimar e CMPC Celulose por R$ 59 milhões e R$ 10 mil, respectivamente.

porto do itaqui
Por:

Compartilhe:

Por:

A Infra Week foi finalizada nesta sexta-feira, 9, com a empresa Santos Brasil (STBP3) saindo como maior vencedora dos leilões do dia. A companhia desembolsou R$ 157,3 milhões por três dos cinco terminais portuários leiloados.

Foram arrematados pela Santos Brasil os terminais IQI03, IQI11, IQI12, do Porto de Itaqui, no Maranhão. Já o terminal IQI13 do mesmo porto, foi disputado entre a Santos Brasil e a Tequimar. E a Tequimar venceu com um lance de R$ 59 milhões.

Os quatro terminais portuários nordestinos são utilizados para o armazenamento de granéis líquidos e o arrendamento pelas empresas será de 20 anos.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, as áreas possuem oito tanques para estoque de derivados de petróleo, sendo essa a principal carga do porto.

O complexo funciona como distribuidor para as regiões Norte e Nordeste, por meio da navegação de cabotagem. No total, os quatro terminais possuem mais de 120 mil metros quadrados.

O quinto porto, que é o terminal 01 do Porto de Pelotas (RS), teve uma única interessada, a CMPC Celulose Riograndense, que arrematou a concessão com proposta única de R$ 10 mil, por 10 anos

O terminal portuário de Pelotas tem como principal atividade o transporte de toras de madeira. De modo que a cadeia logística da produção de celulose é sua principal favorecida.

A área adquirida pela CMPC Celulose é de cerca de 23 mil metros quadrados.

O governo prevê pelo menos R$ 612 milhões investidos em modernização e melhorias nesses terminais, além de mais de 9 mil empregos gerados de forma direta e indireta.

Saldo da Infra Week

A semana de leilões promovida pelo Ministério da Infraestrutura para a concessão de ativos públicos à iniciativa privada acabou com um saldo positivo para os cofres públicos.

Era previsto pelo governo arrecadar cerca de R$ 642 milhões com o valor de autorga pelos ativos. No final das contas, as concessões renderam R$ 3,8 bilhões, principalmente pelos ágios acima de 1.000% dos leilões dos aeroportos.

De acordo com a pasta, mais de R$ 10 bilhões serão angariados em investimentos para o país, com o compromisso das empresas vencedoras em realizar a manutenção e promover melhorias nos ativos arrematados.

Com isso, para essa primeira fase de concessões públicas, o governo estima a geração de 200 mil novos empregos diretos e indiretos. Já com o projeto total, espera-se a criação de 2,9 milhões de postos de trabalho no longo prazo.

Saiba mais detalhes dos leilões de quarta (7) e quinta (8).

Foto: Porto de Itaqui/ Divulgação

Compartilhe: