Navegue:
Preço de ação da Caixa Seguridade será entre R$ 9,33 e R$ 12,67

Preço de ação da Caixa Seguridade será entre R$ 9,33 e R$ 12,67

Braço de seguros da Caixa Econômica Federal espera levantar até R$ 6,5 bilhões em IPO. A fixação de preço está marcada para 27 de abril.

Caixa Econômica/Foto: Divulgação
Por:

Compartilhe:

Por:

A Caixa Seguridade, unidade de seguros da Caixa Econômica Federal, definiu a faixa indicativa de preço da sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) ao mercado entre R$ 9,33 e R$ 12,67.  

Com isso, a operação pode movimentar cerca de R$ 5,7 bilhões, considerando o valor maior da indicação de preço, R$ 12,67, e a venda integral do lote base que será inicialmente de 450 milhões de papéis em uma oferta secundária da controladora, a própria Caixa.  

De acordo com o prospecto preliminar da operação entregue à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), há um lote suplementar que poderá aumentar a oferta base em 15%, cerca de 67,5 milhões de ações, e o valor de captação subiria para R$ 6,548 bilhões.   

Participam da operação o Banco Morgan Stanley (Coordenador Líder), a Caixa, o Bank of America, o Credit Suisse (Brasil), o Banco Itaú BBA e o UBS Brasil.  

Nova tentativa

Essa já é a terceira tentativa de abertura de capital da Caixa Seguridade. A última aconteceu em setembro do ano passado, quando a própria Caixa desistiu da operação por considerar as condições do mercado muito adversas em meio a pandemia. Antes disso, uma tentativa mais antiga ocorreu em 2017.  

Se concluir a operação, a Caixa Seguridade concorrerá na bolsa de valores com outras empresas de seguros, como a BB Seguridade (BBSE3) e a SulAmérica (SULA11).

Neste novo prospecto, a Caixa informa que não captará recursos novos, a oferta consiste apenas da venda de papéis detidos pelo próprio banco estatal.  

Também foi protocolado perante a B3 um pedido de admissão e listagem da Caixa Seguridade no Novo Mercado, o segmento da bolsa que negocia ações de empresas comprometidas com melhores níveis de governança corporativa, além dos exigidos pela legislação brasileira.  

O prazo para encerramento do período de reservas é 15 de abril, com o final da oferta no dia 26.  

Já a fixação do preço por ação está marcada para 27 de abril, com estreia das negociações do papel prevista para 29 de abril, sob o ticker CXSE3.  

Foto: Caixa Econômica Federal/ Diculgação

Compartilhe: