Navegue:
M. Dias Branco lucra R$ 142,3 milhões no 2º trimestre, queda de 6,6%

M. Dias Branco lucra R$ 142,3 milhões no 2º trimestre, queda de 6,6%

De acordo com a empresa, a queda no indicador foi impactada pela variação do Ebitda, além da variação negativa do resultado financeiro

Massas Pixabay
Por:

Compartilhe:

Por:

A fabricante de alimentos M. Dias Branco reportou um lucro líquido de R$ 142,3 milhões entre os meses de abril e junho de 2021, o que representa uma retração de 6,6% em comparação ao mesmo intervalo do ano anterior. Os dados foram divulgados na última sexta-feira, 6, após fechamento do mercado.

De acordo com a empresa, a queda no indicador foi impactada pela variação do resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, em português), além da variação negativa do resultado financeiro de R$ 40 milhões.

Por outro lado, no comparativo com o trimestre imediatamente anterior, houve um crescimento de 848,7%, quando havia lucrado R$ 15 milhões. Na época, a companhia associou o desempenho por conta da queda expressiva de volume de vendas no período, além do elevado patamar de custos dos insumos.

O Ebitda da M. Dias Branco foi de R$ 167,2 milhões durante o segundo trimestre deste ano, queda de 25,9% frente ao mesmo período de 2020 e avanço de 252,7% em relação ao 1º trimestre de 2021. A margem do indicador ficou em 8,5%, queda de 3,5 pontos percentuais e aumento de 5,3 pontos percentuais nas bases anual e trimestral, respectivamente.

“A retração é explicada pelo aumento das commodities em dólares, pelas quedas dos volumes e pelo impacto desfavorável do câmbio”, explicou a dona da marca Adria sobre o desempenho do Ebitda na comparação anual.

Enquanto isso, a receita líquida somou R$ 1,978 bilhão no período em análise, cifra 5% maior frente à reportada no 2º trimestre de 2020. Em relação aos três primeiros meses do ano, o crescimento foi ainda maior, na casa dos 32,7%.

O volume de vendas total chegou ao patamar de 450,2 mil toneladas, recuo de 16% na comparação ano a ano e alta de 26,3% ante o trimestre anterior.

Foto: Pixabay

Compartilhe: