Navegue:
Ibovespa se recupera parcialmente, temporada de balanços, indicadores econômicos e o que impacta o mercado hoje

Ibovespa se recupera parcialmente, temporada de balanços, indicadores econômicos e o que impacta o mercado hoje

Juros Pixabay
Por:

Compartilhe:

Por:

Na véspera, o Ibovespa encerrou a sessão em alta de 0,59%, aos 122.515,74 pontos, seguindo o bom humor do mercado externo e acompanhando os resultados corporativos, que estão vindo, em grande parte, positivos.

As notícias políticas continuam pressionando o mercado acionário. Os investidores seguem atentos às apreciações dos depoimentos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, ao retorno do recesso parlamentar e às dúvidas se o governo não irá descumprir a regra do teto de gastos por conta do Bolsa Família, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro, com reajuste para acima de R$ 300.

Outro ponto de atenção na área política fica para o desenrolar sobre a reforma tributária.

Ainda ontem, o Boletim Focus trouxe novos aumentos das projeções para a inflação e para o Produto interno Bruto (PIB).

Para este ano, a expectativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi elevada, saindo de 6,56% para 6,79%.

Por sua vez, a projeção para a taxa básica de juros, a Selic, foi mantida em 7% ao ano para 2021.

Vale lembrar que, na próxima quinta-feira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciará a taxa de juros. Para conter a inflação, o mercado aguarda por uma elevação entre 0,75% e 1%.

No mercado externo, as bolsas reagiram positivamente, substituindo a aversão ao risco com o retorno do bom humor após alguns indicadores de atividades dos EUA, da China e da Europa mostrarem expansão.

Os resultados das companhias também animaram os investidores. Até o momento, 59% das empresas que compõem o S&P informaram o desempenho no segundo trimestre. Dentre elas, 88% superaram o consenso do mercado, segundo dados compilados pelo FacSet.

Para esta terça-feira, 3, os investidores deverão acompanhar a produção industrial de junho aqui no Brasil, além da extensa agenda corporativa com as divulgações do Bradesco (BBDC4), Iguatemi (IGTA3), Minerva (BEEF3), Aeris (AERI3), Rede D’Or (RDOR3) e Ômega Geração (OMGE3).

Assim como no Brasil, o mercado externo também fica de olho nas divulgações dos resultados trimestrais, além da publicação dos dados sobre as encomendas da indústria.

Outras divulgações aguardadas são:

  • Quarta-feira: dados do setor de serviços
  • Quinta-feira: informações referentes aos pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos EUA

Foto: Pixabay

Compartilhe: