Navegue:
Didi Chuxing, dona do aplicativo 99, pode fazer o maior IPO de 2021

Didi Chuxing, dona do aplicativo 99, pode fazer o maior IPO de 2021

A empresa chinesa solicitou o pedido de registro de IPO na quinta-feira, 10

Didi Chuxing Divulgacao
Por:

Compartilhe:

Por:

A empresa chinesa Didi Chuxing, dona do aplicativo de transporte 99, anunciou na última quinta-feira, 10, um pedido de registro de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) nos Estados Unidos, no que pode ser um dos maiores IPOs de tecnologia de 2021 

A empresa não informou o quanto espera movimentar com a oferta. Entretanto, de acordo com fontes da Reuters, a companhia pode levantar cerca de US$ 10 bilhões, sendo avaliada em torno de US$ 100 bilhões. 

Se tais projeções estiverem corretas, a operação será a maior de uma empresa chinesa nos EUA desde a entrada do Alibaba, que arrecadou US$ 25 bilhões em 2014. 

Segundo a empresa, o montante será destinado a investimentos em tecnologia, expansão dos negócios fora da China e lançamento de novos produtos. 

A Didi pretende listar ações depositárias americanas (ADSs, na sigla em inglês) na Nasdaq ou na Bolsa de Valores de Nova York, sob o código ‘DIDI’, já no próximo mês. 

Os principais subscritores da oferta são Morgan Stanley, Goldman Sachs e J.P.Morgan. 

De acordo com jornal, a dona do 99 já havia entrado com um pedido confidencial de IPO em abril.  

Sobre a Didi Chuxing 

Didi Chuxingfundada em 2012 e sediada em Pequim, é dona de um aplicativo de smartphone onde os usuários podem pegar carona ou táxis regulares, e ficou conhecida como a Uber chinesa. 

Isso porque, em 2016, conseguiu vencer a disputa com a rival, fundindo unidades em troca de uma participação na empresa chinesa. 

Os principais investidores da empresa são o SoftBank Groupcom 21,5% de participação, a Uber (12,8%) e a Tencent Holdings (6,8%). 

Além de seu domínio no mercado chines, a companhia opera em outros 14 países. 

No ano passado, a empresa registrou uma receita de US$ 21,6 bilhões e um lucro de US$ 6,4 bilhões no último trimestre. 

 Foto: Didi Chuxing/Divulgação

Compartilhe: