Navegue:
Bolsas mundiais operam sem direção com feriado nos EUA e indefinição na Opep+

Bolsas mundiais operam sem direção com feriado nos EUA e indefinição na Opep+

Fechadas para o Dia da Independência, sem as bolsas americanas o dia de negociações fica mais fraco no mercado financeiro

shutterstock 751455562
Por:

Compartilhe:

Por:

Bolsas americanas fecham nesta segunda-feira, 05, para o feriado do Dia da Independência dos Estados Unidos. Enquanto isso, as bolsas europeias apresentam resultados variados entre si e as bolsas asiáticas já fecharam de forma mista. 

Na Europa, as negociações seguem entre altas e baixas, com a liquidez mais reduzida por conta do feriado americano. Investidores assimilam os dados de indicadores de atividades.

O índice de gerentes de compras (PMI) composto da zona do euro, que engloba os setores industrial e de serviços, subiu de 57,1 em maio para 59,5 em junho, atingindo o maior patamar desde junho de 2006.

No mesmo período, o PMI de serviços da zona do euro aumentou de 55,2 para 58,3, também superando a estimativa preliminar de 58 pontos. Os dados são da IHS Markit, divulgados nesta segunda-feira. 

O avanço acima de 50 pontos mostra que a atividade no bloco se expandiu em ritmo mais forte no mês de junho. 

O mercado europeu também aguarda que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+) cheguem a um acordo sobre a política de produção do óleo.

Em reunião que se estende desde quinta-feira, dia 01, o grupo mantém um impasse com os Emirados Árabes Unidos, que não concorda em reduzir o nível de cortes na produção.

Até o momento, todos os membros (menos os EAU) concordaram com a medida, que retomaria a estensão da produção até o final do ano que vem, segundo a Reuters. 

Mesmo com a indefinição, a cotação do petróleo apresenta alta nesta segunda, com o barril tipo WTI subindo 0,37%, cotado a US$ 75,45, e o tipo Brent, +0,35%, cotado a US$ 76,46 o barril. 

Na Ásia, as bolsas fecharam mistas, afetadas pelas empresas de tecnologia em meio a repressão do governo chinês às empresas de Internet. No domingo, dia 04, um orgão regulador de cibersegurança do país bloqueou o app Didi nas lojas de aplicativos, alegando uso indevido de informações dos clientes. 

Leia também: China bloqueia o app do Didi Chuxing, o “Uber chinês”

Com isso, a Didi informou que o aplicativo não poderá mais ser baixado na China, mas pessoas que já o tinham instalado poderão continuar a usá-lo. As ações da Tencent caíram 3,57%, enquanto que as da Alibaba recuaram 2,83%, e as da Meituan, 5,59%. 

Também desanimou os investidores por lá o índice de gerentes de compras (PMI) do setor de serviços chinês. O indicador diminuiu para 50,3 em junho, tocando o menor nível em 14 meses e ficando bem próximo da marca de 50 pontos, que indica estagnação.

A queda veio em meio a um novo aumento dos casos de Covid-19 por lá, o que prejudicou a demanda por viagens.

Cenário interno

A semana será curta. Hoje, as bolsas americanas seguem fechadas para o Dia da Independência nos EUA e na sexta-feira, dia 09, o Ibovespa fecha para o feriado da Revolução Constitucionalista de 1932, em São Paulo. 

Até lá, investidores devem continuar de olho na CPI da Covid, que ouvirá nesta semana a servidora Regina Célia, ligada ao caso Covaxin. Na terça, senadores da CPI votarão a quebra de sigilo do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), e do deputado federal Luís Miranda (DEM-DF), também ligados à denúncia da vacina indiana.

Na agenda de indicadores, o destaque no Brasil é a divulgação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de junho, que será divulgado na quinta-feira (8). Hoje, teremos o Índice de Gerentes de Compras (PMI) e o Boletim Focus. 

Compartilhe: