Navegue:
IPO: Claranet Technology protocola minuta na CVM

IPO: Claranet Technology protocola minuta na CVM

Os coordenadores da operação serão Itaú BBA (líder), BTG Pactual, XP Investimentos e Morgan Stanley

Claranet - foto reprodução do Facebook

Foto: Claranet/Reprodução (Facebook)

Por:

Compartilhe:

Por:

A britânica Claranet Technology, empresa de serviços de computação em nuvem e cibersegurança, protocolou seu pedido à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na B3, a bolsa brasileira.

Segundo o documento, a operação contará com a distribuição primária (quando o dinheiro levantado vai direto para o caixa da companhia) e secundária (quando os atuais acionistas vendem parte ou a totalidade de suas fatias na companhia).

No caso, os acionistas vendedores são os fundos RW Brasil e Oria Tech e os investidores pessoas físicas José Maurício Cascão Pereira e Sidney Victor da Costa Breyer.

A Claranet pretende utilizar os recursos da tranche primária para:

  • Futuras aquisições (84%)
  • Pagamento de obrigações e despesas gerais corporativas e de vendas (13%)
  • Investimento em crescimento orgânico (3%)

Por outro lado, por se tratar de um prospecto preliminar, ainda não há informações referentes ao cronograma do IPO, como início do procedimento de bookbuilding ou quando a empresa fará sua estreia na bolsa local. A quantidade inicial de ações que serão ofertadas também não foi divulgada por enquanto.

Os coordenadores da operação serão Itaú BBA (líder), BTG Pactual, XP Investimentos e Morgan Stanley.

Claranet Technology

Fundada em 1996, em Londres, a companhia diz ser líder em soluções de computação em nuvem, cibersegurança e dados.

“A qualidade do nosso serviço é comprovada em relatórios do ISG Provider no Brasil, dada nossa atuação próxima aos nossos clientes no suporte a processos críticos de negócios, em uma relação de longo prazo na qual entregamos inovação, agilidade, eficiência e economia de escala, acelerando a sua transformação digital”, destaca o grupo em nota.

O modelo de negócios da Claranet é baseado, principalmente, em contratos de longo prazo de, em média, 48 meses. De acordo com a empresa, cerca de 88% dos contratos de nuvem privada e 96% dos contratos de cibersegurança são renovados, em média, por igual período, após o período inicialmente contratado. No exercício social encerrado em 30 junho deste ano, o grupo reportou uma receita recorrente de 97% oriunda desses contratos.

Lâmina de IPO

Agora você pode analisar todos os IPOs em andamento na CVM direto pelo TradeMap!

Acesse nosso portal, clique no Módulo de Ações e, em seguida, selecione a aba “IPOs”, que fica na barra superior central da tela.

Por lá, você conseguirá acompanhar todas as atividades relacionadas à oferta pública inicial, como valor da operação, faixa estimada pelos coordenadores, cronograma do IPO e muito mais!

Compartilhe: