BB tem lucro de R$ 4,6 bilhões no terceiro trimestre, alta de 49,4%

Banco eleva projeção de crescimento da carteira de crédito para 2021

Banco do Brasil - foto de Marcelo Camargo, da Agência Brasil
Logo Trademap

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

O Banco do Brasil (BBAS3) reportou lucro líquido contábil de R$ 4,609 bilhões no terceiro trimestre do ano, alta de 49,4% na comparação com igual período de 2020. Já o lucro ajustado, que exclui efeitos extraordinários, ficou em R$ 5,1 bilhões no período, alta de 47,6% na mesma base de comparação.

A carteira ampliada do banco atingiu R$ 814,2 bilhões no período em análise, alta de 11,4% na comparação anual. Houve também incremento de 6,2% na comparação com o segundo trimestre deste ano.

Devido ao desempenho registrado até o terceiro trimestre do ano, o BB decidiu revisar as projeções (guidance) para 2021. A expansão esperada para o ano é de 14% a 16%, ante faixa de 8% a 12% da previsão anterior. As projeções de crescimento para o segmento de crédito à pessoa física e rural foram elevadas, enquanto o para grandes empresas sofreu revisão para baixo – era esperado crescimento de 3% a 7% e, agora, a variação deve ficar entre estável a 2%.

“O crescimento da margem financeira e o aumento das receitas com prestação de serviços explicam o resultado de R$ 5,1 bilhões no terceiro trimestre, junto com a diminuição das despesas com provisões de crédito e o controle das despesas administrativas”, afirmou, em nota, o presidente do BB, Fausto Ribeiro.

As despesas com provisões para créditos de liquidação duvidosa (PDD) somaram R$ 3,9 bilhões entre julho e setembro, queda de 28,8% em relação ao mesmo período em 2020. Enquanto isso, o índice de inadimplência nestes 90 dias 1,82%%.

A projeção de lucro líquido ajustado no acumulado do ano passou de R$ 17 bilhões a R$ bilhões para R$ 19 bilhões a R$ 21 bilhões. No acumulado entre janeiro e setembro, está em R$ 15,1 bilhões. Esse é o maior resultado já registrado para o período.

No pregão desta segunda-feira, 08, os papéis da companhia fecharam em alta de 0,65%, a R$ 29,48.

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Rolar para o topo
Baixe o App Footer Post
Baixe o App Footer Post 0003 Carteira

Carteira consolidada

Baixe o App Footer Post 0002 historico de Dividendos

Histórico de dividendos

Baixe o App Footer Post 0001 Acompanhamento

Acompanhamento em tempo real

Baixe o App Footer Post 0000 IBOV

Comparação com IBOV, CDI, Dólar e mais