Navegue:
Petrobras (PETR4); produção cai em 2021 após recorde em 2020, mas supera meta

Petrobras (PETR4); produção cai em 2021 após recorde em 2020, mas supera meta

Empresa também revisou para baixo estimativa de produção de 2022

Petrobras - Tânia Rêgo/Agência Brasil

Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Por:

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Por:

A Petrobras superou as metas de produção e de gás natural em 2021, mas os níveis ficaram abaixo dos recordes observados um ano antes. Além disso, a companhia reiterou que em 2022 deve produzir um pouco menos do que no ano passado.

Parte da produção menor em 2021 foi resultado da venda de ativos pela companhia. No ano passado a Petrobras concluiu a venda das participações que possuía nos campos marítimos de Frade, na Bacia de Campos, e Lapa, no pré-sal da Bacia de Santos. Entre as reservas em terra firme, foram vendidos os polos Rio Ventura, Miranga e Remanso, na Bahia, e Cricaré, no Espírito Santo, além dos campos de Dó-Ré-Mi e Rabo Branco, no Sergipe.

Parte disso foi compensado pelo início de produção do navio-plataforma Carioca no campo de Sépia, no pré-sal da Bacia de Santos; e pela assinatura e início da vigência do acordo que regula a coexistência da produção da Petrobras no campo de Búzios dentro e fora do que estava previsto na cessão onerosa.

Produção da Petrobras 2020 Meta 2021 Realizado 2021
Óleo e LGN (milhões de barris por dia) 2,28 2,21 2,22
Óleo e gás total (milhões de barris de óleo equivalente por dia) 2,84 2,72 2,77

Em comunicado, a empresa disse que o resultado demonstra compromisso com o cumprimento das suas metas “que vêm sendo alcançadas com a manutenção do foco de atuação nas suas atividades em ativos em águas profundas e ultraprofundas”.

A Petrobras disse também que a produção própria no pré-sal somou 1,95 milhão de barris de óleo equivalente por dia (boed) em 2021, equivalentes a 70% da produção total da companhia.

Meta de 2022

A Petrobras também reiterou que estima uma produção total de óleo e gás menor neste ano, e reduziu ainda mais a projeção por causa do início da partilha de produção das plataformas P-70 e Carioca, em operação nos campos de Atapu e Sépia, respectivamente.

“Teremos uma redução no valor de 70 milhões de boed para a produção total de óleo e gás”, disse a companhia em um comunicado. Com isso, a previsão para a produção total de óleo e gás em 2022 caiu de 2,7 milhões para 2,6 milhões de boed. “Para o período de 2023 a 2026, o impacto médio estimado para a produção é uma redução de 0,1 milhão de boed”, acrescentou.

A estimativa da empresa para a produção de óleo e LGN neste ano foi mantida em 2,1 milhões de barris por dia (bpd).

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Compartilhe:

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp