Navegue:
Cade mantém aprovação de compra de ações da BRF pela Marfrig

Cade mantém aprovação de compra de ações da BRF pela Marfrig

Na semana passada, conselheira Lenisa Prado apresentou despacho pedindo que a operação fosse analisada pelo tribunal no Cade

Foto de fachada de prédio da BRF, com foco no logo da empresa

Foto: BRF/Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) manteve a aprovação de compra de ações da BRF pela Marfrig, assim como havia sido anunciado no final de setembro pela Superintendência-Geral da entidade.

Na semana passada, a conselheira Lenisa Prado apresentou despacho pedindo que a operação fosse analisada pelo tribunal no Cade, como aponta a Agência Estado. Contudo, ela e outros conselheiros desistiram da reavaliação.

De acordo com as regras do Cade, a Superintendência-Geral pode aprovar operações que entenda não oferecer riscos à concorrência.

Ainda assim, um conselheiro pode apresentar despacho, em até 15 dias, solicitando que o processo seja avaliado pelo tribunal. O pedido tem que ser aprovado pela maioria para que a operação seja reaberta.

Em maio, a Marfrig comprou ações da BRF, atingindo uma fatia de 24,23% do capital social da concorrente – cerca de 196,8 milhões de ações. Um mês depois, em junho, a empresa voltou a comprar mais papéis da BRF por meio de operações na bolsa de valores, chegando à participação de 31,67%.

Ontem, as ações da Marfrig (MRFG3) encerraram o pregão em queda de 2,04% a R$ 25,68. Em um ano, os papéis acumulam ganhos de 80%. Os ativos da BRF (BRFS3) também finalizaram a sessão em queda de 2,04%, a R$ 23,65, e registram alta de 26% na base anual. Acompanhe os ativos em tempo real pelo TradeMap.

Compartilhe:

Tags:

Compartilhe: