Navegue:
Sabesp pretende contratar consultoria para estudar privatização

Sabesp pretende contratar consultoria para estudar privatização

Segundo Henrique Meirelles, a contratada provavelmente será a International Finance Corporation (IFC)

Sabesp, foto Divulgação
Por:

Compartilhe:

Por:

A Sabesp (SBSP3) pretende contratar uma empresa de consultoria para estudar a uma possível privatização, de acordo com a entrevista do jornal Valor Econômico com Henrique Meirelles, secretário da Fazenda do estado de São Paulo. 

De acordo com a matéria, Meirelles teria informado que “muito provavelmente” a contratada será a International Finance Corporation (IFC), a ramificação privada do Banco Mundial (Bird). 

“O IFC é a melhor agência, a mais qualificada, a mais isenta, de maior experiência global nesse aspecto. Eles vão apresentar um trabalho e aí vamos discutí-lo”, afirmou na entrevista. 

Segundo o secretário, o estudo deverá guiar a uma decisão sobre a companhia no próximo semestre. 

Com a notícia, as ações da estatal entraram em alta no pregão de hoje, registrando uma elevação de 2,95% às 16h50 (horário de Brasília), cotadas a R$ 39,42. 

Na máxima diária, os papéis foram negociados a R$ 40,14.  

Em 2021 como um todo, os ativos da companhia reportaram uma queda acumulada de 13%. 

Além da expectativa de privatização, a empresa comunicou na última quinta-feira, 10, que o seu conselho aprovou a emissão de até R$ 1,2 bilhões em debêntures. 

De acordo com o fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a emissão será feita em até 3 séries, sendo que a primeira série será de no máximo R$ 300 milhões. 

A oferta será destinada exclusivamente a investidores profissionais e apresentada a no máximo 75 investidores, sendo que as debêntures poderão ser subscritas por, no máximo, 50 investidores. 

“Os recursos obtidos com a emissão das Debêntures serão destinados ao refinanciamento de compromissos financeiros vincendos em 2021 e à recomposição de caixa da Companhia”, afirmou a estatal no documento.

Foto: Sabesp/Divulgação

Compartilhe: