Navegue:
Engie Brasil aprova venda de complexo termelétrico por R$ 325 milhões

Engie Brasil aprova venda de complexo termelétrico por R$ 325 milhões

A assinatura do contrato foi aprovada em reunião do conselho de administração da companhia, realizada ontem

Engie Divulgacao

Foto: Engie/Divulgação

Por:

Compartilhe:

Por:

A Engie Brasil Energia (EGIE3) informou, por meio de fato relevante, que foi assinado nesta segunda-feira, 30, o contrato de compra e venda da totalidade do complexo termelétrico Jorge Lacerda à Diamante Holding, controlada da Fram Capital.

O Complexo, localizado em localizado em Capivari de Baixo (SC), é composto por um conjunto de termelétricas a carvão mineral, com capacidade instalada total de 857 MW.

A transação movimentará até R$ 325 milhões. Dentro deste valor, R$ 210 milhões serão pagos no fechamento da operação, e até R$ 115 milhões estão sujeitos ao cumprimento de determinadas condições previstas no Quota Purchase and Sale Agreement (QPA).

A assinatura do contrato foi aprovada em reunião do conselho de administração da companhia, realizada ontem.

Sobre a transação, Eduardo Sattamini, Diretor-Presidente e de Relações com Investidores da companhia, diz: “A venda do CTJL permitirá uma transição gradativa para a economia da região sul do Estado de Santa Catarina, reduzindo os potenciais impactos socioeconômicos em relação ao processo de descomissionamento.”

A venda do Complexo Temelétrico Jorge Lacerda é um passo importante no processo de descarbonização gradual da companhia, e está alinhada ao propósito global do Grupo Engie de agir para acelerar a transição para um mundo neutro em carbono, direcionando as suas atividades para a geração de energia renovável, infraestrutura e gás.

Compartilhe: