Fotos dos Colunistas Luiz Mind 2

Por Luiz Henrique Pedro

Colunista de ações da Agência TradeMap

Educador financeiro e sócio fundador de três startups. Publica conteúdo sobre finanças em seu Instagram.

Os segredos de quem tem dinheiro

Renda

Foto: Shutterstock

Compartilhe:

Você já deve ter se perguntado como uma pessoa consegue ter ou fazer “sobrar” dinheiro no fim do mês. Acredite, existem alguns segredos por trás disso. Neste artigo, você vai descobri-los.

O modo de pensar

A maneira como você pensa impacta e muito a hora de lidar com dinheiro. Pode até parecer, mas não é nada daquele papo coaching sobre mentalidade positiva e tal. Quando você recebe dinheiro, pode pensar de duas maneiras:

Só se vive uma vez…

Este tipo de pensamento está relacionado à necessidade de consumir, comprar, mesmo sabendo que a quantia poderia ter um destino melhor. O efeito são compras por impulso e um péssimo gerenciamento de tudo que ganha.

Vou guardar um dinheiro para emergências…

Este é o pensamento mais alinhado com o de pessoas que conseguem sempre ter dinheiro e construir riqueza. Elas têm ciência de que precisam estar preparadas para os imprevistos da vida. Acabam não se endividando exatamente por isso.

O pensamento é o primeiro segredo de quem tem dinheiro. A forma de pensar a respeito do dinheiro é muito importante e define o quão bem você é capaz de lidar com ele.

Ativos versus passivos

Ativos

É tudo aquilo que gera mais renda do que custos. Se você aluga uma casa a alguém, ela passa a ser um ativo. Se tem ações de empresas na Bolsa, também são ativos, assim como os fundos de investimento imobiliário.

Passivos

São todas as coisas que não geram dinheiro nenhum ou, se geram, os custos superam o valor produzido. Este são os casos de casa própria, carro próprio e até mesmo o do smartphone. Apesar de serem bens, não trarão benefícios financeiros.

Leia mais:

O que princípios babilônicos podem ensinar sobre investimentos?

Para entrar na mente

Basicamente a relação entre ativo e passivo define o volume da sua riqueza. Se você tem mais ativos que passivos, significa que possui mais coisas que geram renda do que as que consomem o seu dinheiro. Mas, caso tenha mais passivos do que ativos, aí já complica, porque terá mais coisas tirando dinheiro do seu bolso do que gerando renda.

Esta filosofia é o segundo segredo e o mais importante para quem atinge a liberdade financeira. Um número de ativos muito maior que o de passivos pode gerar a chamada renda passiva, que pode cobrir os seus custos de vida e ainda ser usada para viajar bastante!

O dinheiro deve trabalhar para você

Provavelmente já ouviu falar que é possível o dinheiro trabalhar para você. Se leu o artigo “Do mil ao milhão: a trajetória de todo investidor”, aprendeu que o dinheiro trabalha muito quando bem aplicado.

Na prática, é preciso colocar os seus recursos em investimentos que dependam pouco ou nada de você. O dinheiro vai trabalhar de forma muito eficiente e, quanto mais ele trabalhar, menos você terá que trabalhar por ele.

O terceiro segredo faz parte dos passos importantes para a riqueza, porque a mente rica não quer trabalhar pelo dinheiro, mas o quer trabalhando.

Corrida dos ratos

Aqui é a parte de que você deve fugir. Caso não faça a mínima ideia do que é a corrida dos ratos, vou te mostrar na prática, mas já deve ter visto ou vivido isso. Essa tal corrida faz alusão àquelas pessoas que vivem no ciclo da busca sem fim pelo dinheiro por não conseguir seguir nenhum dos segredos da riqueza.

As pessoas que estão neste ciclo gastam mais do que ganham e precisam sempre estar trabalhando. Não para conquistar objetivos, mas somente para pagar dívidas. Elas acabam se enrolando cada vez mais.

O quarto segredo fala sobre o que não fazer. Quem negligência o cuidado com o dinheiro empregando-o em coisas que não trarão retorno será sempre um escravo do dinheiro. Terá que trabalhar onde não gosta para pagar por coisas que na maioria das vezes você também nem gosta mais.

Esses são alguns dos princípios contidos no livro “Pai Rico, Pai Pobre”, o primeiro do autor Robert Kiyosaki, leitura obrigatória para o investidor. Ele retrata que apenas ganhar dinheiro não lhe torna rico, e que é preciso possuir conhecimento suficiente para geri-lo ou voltará a não ter dinheiro algum.

Compartilhe:

Compartilhe: